quinta-feira, 14 de junho de 2012

Bolinha saltitona


Macia. Sem arestas. 
Temos controlo sobre ela. Mas não todo. Com quanto mais força a atirarmos mais longe ela vai. Podemos decidir para onde ela vai. Mas não com  todo o rigor. Há imperfeições nela ou na superfície em que bater, que não deixam a nossa pontaria ser 100% eficaz. Ou seja, não sabemos com rigor onde ela vai parar. Como a vida deve ser. Entender que há coisas que não controlamos, e, quando elas acontecem, tentar pensar que podemos voltar a ter controlo, dar a volta, aceitar. Mais do que entender, aceitar. 
Com quanto mais força a atirarmos mais longe ela vai.

Para me lembrar isto, para me lembrar como os professores podem marcar um aluno, actualmente sem intenções de a tirar da minha estante. A minha é verde.

Sem comentários: