domingo, 20 de fevereiro de 2011

à falta de palavras...

Tudo aquilo a que fechamos os olhos, tudo aquilo de que fugimos, tudo aquilo que negamos, denegrimos ou desprezamos, acaba por contribuir para nos derrotar. O que nos parece sórdido, doloroso, mau, poderá tornar-se numa fonte de beleza, alegria e força, se o enfrentarmos com largueza de espírito. Todos os momentos são momentos de ouro para os que têm a capacidade de os ver como tais. A vida é agora, são todos os momentos, mesmo que o mundo esteja cheio de morte. A morte só triunfa ao serviço da vida.
Henry Miller

O medo depende da imaginação, a cobardia do carácter
Joseph Joubert

Perde-se a vida quando a pretendemos resgatar à custa de demasiadas preocupações
William Shakespeare

O receio aumenta-nos os desgostos, tal como os desejos os prazeres
Baron de Montesquieu

1 comentário:

Anónimo disse...

a falta de palavras um ' gosto facebookiano'