segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

Acto 365

(Por debaixo de um prédio, à chuva, lê o Acto I, tentando decifrar a difícil caligrafia de quem o escreveu)
- Gostei especialmente de 'fuma um cigarro enquanto espera por uma mensagem ansioso', ou mais ainda do 'dá um golo na cerveja, respira fundo, fica completamente absorvido no pensamento e diz alto para si...'

'A ti'

(Não sabe a quem mas agradece, e brinda numa tasca gordurosa a mais 365 actos)

Sem comentários: