sábado, 20 de junho de 2009

Cada vez que eu ligo tento deixar mensagem mas acabo por nunca arranjar a coragem necessária. Gostava apenas de partilhar contigo o quotidiano habitual, nada que se compare com as correrias doutras alturas e doutros abismos. E já que falo por eufemismos gostava de dizer que ainda gosto bastante de ti... Ocasionalmente cozinho e bebo o meu vinho, e esqueço o fumo que nos dava aquele quentinho. Hoje em dia é mais à base do ar condicionado, condicionei a tentação num clima controlado. Quero que saibas que tou bem, sei que tu mais ou menos, sempre gostaste de brincar em perigosos terrenos. Em relação a isso eu não sei o que fazer e se calhar é por isso mesmo que acabo por não dizer que a verdade é que a saudade do que passou não é mais que muita... Mas por muita força que faça ela passa por saber que te vivi... Tu deste tudo e eu joguei, arrisquei e perdi. Agora,muda o teu número, eu mudei o meu.

Da weasel- Mundos Mudos
ansiosa pelo 8º concerto

Sem comentários: